MATOS COSTA

SOBRE

Por volta de 1875, o senhor o José Cordeiro, chegava de Porto Amazonas, navegando pelo Rio Iguaçu, trazendo apenas sua família e um índio (este para auxiliá-lo no contato com os silvícolas da região, que era habitada pela tribo "choclein"). José Cordeiro deixou o leito do Rio, adentrou nos sertões em direção sul e, depois de dois dias de árdua caminhada nas matas, defrontou-se com terras de campos, que denominou de Faxinal de São João, mais tarde chamado de São João dos Pobres. Após alguns meses voltou para Porto Amazonas e cerca de um ano depois, retornou com alguns amigos e aqui chegando logo requereram posse de grandes áreas de terras do Governo Federal. Em seguida chegaram as famílias de Ozório Absalão Carneiro e Manoel Lourenço de Araújo, que adquiriram grande parte das terras, fundando as fazendas Faxinal de São João e Fazenda Campo Alto.

Em 04 de abril de 1908, inaugurava-se a Estrada de Ferro R.V.P.S.C. que deu grande impulso para o progresso de toda a região, facilitando a vinda de novos colonizadores, pois ligou o povoado de São João ao norte com a vila de Porto União e ao sul com a vila de Caçador.

Em 09 de maio de 1910, instalou-se o Distrito de São João, Comarca de União de Vitória, Estado do Paraná.

Em 1912, teve início a Guerra do Contestado (coincidiu com a luta pelas divisas dos Estados do Paraná e Santa Catarina) que tinha como causa a revolta dos camponeses contra a Companhia Lumber. Fanáticos chefiados pelo Major José Maria começaram a saquear as povoações existentes. São João dos Pobres e Calmon foram às regiões mais atingidas, paralisando por completo o progresso local. A estrada de ferro estava ameaçada pelos fanáticos, por estarem revoltados contra a Companhia Lumber que iria extrair madeira numa extensão de 30 Km das margens da ferrovia. Em 1914, o Capitão João Teixeira de Matos Costa, vinha à região com intenção pacificadora, sendo morto por engano numa tocaia planejada pelos fanáticos.

Como Santa Catarina foi vitoriosa na linha divisória contestada entre os Estados do Paraná e Santa Catarina a vila de São João dos Pobres passou a distrito de Porto União em 15 de Setembro de 1917.

Com a construção da nova Estação Ferroviária, o então distrito de São João dos Pobres passou a denominar-se Matos Costa, em homenagem ao destemido Capitão João Teixeira de Matos Costa.

Em 23 de Abril de 1962, foi criado o Município de Matos Costa que foi instalado oficialmente em 22 de Julho. 

DICAS DE TURISMO

A sede do município fica a 1236 metros acima do nível do mar o que proporciona estações do ano bem definidas Os verões são amenos e os invernos rigorosos, com ocorrências de geadas e neve, tendo sido registradas temperaturas de -10º C (dez graus Celsius negativos).

O relevo é bastante acidentado o que propicia a formação de inúmeras cachoeiras, dentre elas a cachoeira do Rio dos Pardos, uma das maiores do estado, na divisa com o município de Porto União.

A economia município se baseia na agricultura e extrativismo. O turismo é um segmento em desenvolvimento que integra harmoniosamente homem e natureza, valorizando a cultura e a história local.

Matos Costa surgiu com o tropeirismo e se desenvolveu a partir da estrada de ferro, da qual ainda restam muitas edificações, com destaque para a Estação Ferroviária, hoje transformada no Museu Josete Dambrowski, que merece ser visitado.

Os conflitos e batalhas do Contestado marcaram profundamente os moradores da época e seus descendentes, bem como a passagem dos monges. Até os dias de hoje encontra-se aberto para visitação um “Pocinho” (local de pernoite dos monges) reverenciado com devoção e a cuja água se atribui poderes de cura. Possui ainda um marco em homenagem ao Capitão João Teixeira de Matos Costa no local onde o capitão foi vitimado.

Os colonizadores europeus e eslavos também contribuíram na formação dos hábitos e costumes, principalmente na região limítrofe com o município de Porto União, onde anualmente são realizadas Caminhadas na Natureza, valorizando a culinária e a beleza cênica da região.

Outro grande grupo de habitantes é formado por assentados da reforma agrária. Vindos, principalmente, da região oeste de Santa Catarina. Muitas famílias prosperaram e representam importante segmento produtivo da agricultura familiar.

CALENDÁRIO DE EVENTOS

Caminhada na Natureza – circuito Estrada das Colônias

Local de concentração: Centro Comunitário da Colônia Cerne, localizado na Estrada Geral, a 10 km do KM 20 da SC 135.

Data: 2º domingo da quaresma (ou após o carnaval).

Entidade Organizadora: Núcleo de Turismo Estrada das Colônias da Associação de Desenvolvimento da Microbacia União das Águas, COMTUR e Prefeitura de Matos Costa.

 

Caminhada na Natureza – circuito Capitão Matos Costa

Local de concentração: Centro de Convivência da Terceira Idade, localizado na Rua José Faustino Carneiro s/n

Data: Outubro (junto com a festa de Nossa Senhora de Aparecida)

Entidade Organizadora: Núcleo de Turismo Estrada das Colônias da Associação de Desenvolvimento da Microbacia União das Águas, COMTUR e Prefeitura de Matos Costa.

 

Caminhada na Natureza – circuito Salto do Rio dos Pardos

Local de concentração: Centro Comunitário da Colônia São Francisco, localizado a 400 m da Estrada Geral, a 15 km do KM 20 da SC 135.

Data: variável

Entidade Organizadora: Núcleo de Turismo Estrada das Colônias da Associação de Desenvolvimento da Microbacia União das Águas, COMTUR e Prefeitura de Matos Costa.

HOSPEDAGEM

 

Berghaus – Refúgio nas Montanhas

Endereço: Colônia Cerne

Fones: (42) 8806-5530 (claro)

Whats App: (42) 9163-6340 (vivo)

Unidades Hoteleiras: 16 – Mediante reserva antecipada.

Serviços: Café da manhã, almoço e jantar. Estacionamento.

Observações: Possui quartos equipados com ou sem TV e unidade com acesso para portadores de necessidades especiais.

Fan page: www.facebook.com.br/berghaussc

E-mail: elzabhs@yahoo.com.br

 

GASTRONOMIA

http://www.matoscosta.sc.gov.br/turismo/
 

ATRATIVOS

Museu Josete Dombroswki

Funciona na antiga estação ferroviária possui rico acervo de documentos, fotografias, ferramentas e utensílios.  

Endereço: Rua Absalão Carneiro s/n, Centro.

Horário de visitação: segundas e quartas-feiras das 13h30 às 17h30. Ou mediante reservas pelo telefone (49) 3572-1174 (com Agueda).

 

Pocinho de São João Maria

Localizado em propriedade particular às margens da rodovia que liga Matos Costa a General Carneiro – PR. Lá encontramos uma vertente de água, tida como milagrosa pela população e um cruzeiro erguido pelo monge. A esta água se atribui poderes de cura e muitos moradores ainda levam suas crianças para lá serem batizadas.

Horário de visitação: De livre acesso, pode ser visitado a qualquer dia e hora.

Endereço: Rodovia SC 462, a 7 Km do centro da cidade.

 

Monumento ao capitão João Teixeira de Matos Costa

Edificado em propriedade particular, local onde, em 1914, numa emboscada em plena Guerra do Contestado, soldados e “jagunços” se enfrentaram, ocasionando a morte do capitão Matos Costa, que hoje dá nome à antiga São João dos Pobres. 

Endereço: Rodovia SC 462, a 4 Km do centro da cidade.

 

Grutinha de Nossa Senhora de Aparecida

Localizada às margens da Rodovia SC 135, onde em 1969 ocorreu um acidente de ônibus, no qual viajava uma senhora que estava no oitavo mês de gestação. Como ela estava com a janela aberta, caiu com a barriga na água de uma sanga que vinha de uma nascente acima da estrada. Ela fez uma promessa a Nossa Senhora Aparecida, que se ela e a criança conseguissem sobreviver construiria uma pequena capela, próximo a nascente. Esta capelinha foi sendo modificada com o passar dos anos e ainda hoje atrai muitos devotos da cidade e região.

Endereço: Rodovia SC 135, a 800 metros ao sul do centro da cidade.

 

Monumento ao Centenário do Contestado

Estátua entalhada em madeira pelo artista Itacir Bortoloso (de Porto União-SC). Inaugurado no dia 01 de maio de 2012 em homenagem ao Monge João Maria e aos Cem anos da Guerra do Contestado. Para a Igreja, o Monge faz parte da espiritualidade, das bênçãos, das crenças de um Santo da saúde, da cura através de chás e é também uma forma de manter e resgatar essa cultura popular da região.

Endereço: Em frente a Igreja Matriz São João Batista, Rua Absalão Carneiro, s/n – Centro.    

 

Roteiro de Turismo Rural Estrada das Colônias

Conta com duas pousadas rurais: Pousada Freisleben e Berghaus-Refúgio nas Montanhas; propriedades familiares, com venda de grande variedade de produtos coloniais; uma imbuia centenária (ainda em pé); a Cachoeira do Rio dos Pardos, com aproximadamente 72 metros de queda e realiza anualmente as caminhadas na Natureza – no 2º domingo da quaresma, na Colônia Cerne e em outubro, no Salto do Rio dos Pardos.

Endereço: Inicia no KM 20 da SC 135 e segue por aproximadamente 15 km até a cachoeira.

MAPA

GALERIA DE FOTOS


Caminhada Salto

Monumento ao Monge João Maria pelo Centenário do Contestado

Museu Josete Dambrowski

Pocinho do Monge João Maria


Systemprime Internet