PAPANDUVA

SOBRE

Papanduva nasceu à beira de um caminho. Sua origem se confunde com a história da estrada (Caminho das Tropas),  usada pelos tropeiros para conduzir o gado de Viamão- RS a Sorocaba- SP.

A partir de 1730, os comerciantes viajores com suas tropas, faziam paragens nesta região por encontrar o capim papuã, uma gramínea da espécie Brachiaria plantaginea com bom teor de proteína e alta digestibilidade, na época se prestando para o pastejo e engorda do gado que se destinava aos abatedouros paulistas. Por este motivo, as caravanas faziam paradas de vários dias em Papanduva, antes de prosseguir viagens.

Papanduva é um nome indígena, derivado do nome do capim papuã. O tropeirismo foi a atividade que propiciou a formação de povoados e seu posterior desenvolvimento. Eram as conhecidas pousadas, que com o tempo se transformavam em pequenos centros de comércio. Assim nasceu um singelo povoado, hoje a acolhedora cidade de Papanduva.

Distante de outras paragens, Papanduva era local de chegada obrigatória no trecho entre Rio Negro e Lages, através da Estrada da Mata. Este lugarejo formou-se com alojamentos de tropeiros e foi alavancado por acampamentos de “arigós” (trabalhador braçal), para a construção da referida estrada (BR116).

Nos primórdios papanduvenses, as principais atividades econômicas resumiam-se em extração de erva-mate, lavouras de subsistência, tropeirismo, criação de gado bovino e suíno. Num passado um pouco mais recente a extração madeireira fez parte consistente de nossa economia.

Somada à população cabocla mais antiga do povoado, chegaram a Papanduva imigrantes alemães ainda na primeira metade do Século XIX e poloneses a partir do início do século XX. Já na segunda década, os ucranianos, e mais tarde (depois de 1940), japoneses e descendentes de italianos.

Papanduva também foi palco da Guerra do Contestado.

Fonte: Partes da obra Resgate de Memórias: Papanduva em Histórias. Famílias. Sinira Damaso Ribas - 2004

INFORMAÇÕES GERAIS

Fundação:  11 de abril de 1954

Colonização: Polonesa, ucraniana, cabocla

Localização: Planalto Norte Catarinense

Área: 747,86km2 (IBGE)

População: 18.681 (IBGE 2014)

Clima: mesotérmico úmido, sem estação seca.

Altitude: 788 metros

Principal atividade econômica: Agricultura e Pecuária

Informações: (47) 3653-2166

Site: www.papanduva.sc.gov.br

Código DDD: (47)

Como Chegar: localizada as margens da BR 116  e SC 477 (em obras);

 

DICAS DE TURISMO

Localizado às margens da BR 116, o Município também é um divisor de águas. A nascente do Rio Itajaí do Norte localiza-se em seu território, mais precisamente na Localidade de Queimados.

Papanduva é rico em belezas naturais onde os visitantes podem contemplar e viver grandes aventuras em cachoeiras, grutas e mata nativa. O Município propicia ainda outras atividades de lazer.

Terrenos acidentados proporcionam muita adrenalina para os apaixonados por trilhas de jeep e moto. Realização de eventos interestaduais de moto em pistas de veloterra e motocross.

Conta com o grupo dos Cavaleiros do Contestado que percorre a região e outras cidades  para a participação em eventos. Realização de Rodeio Crioulo interestadual nos CTGs do município.
Devido a sua altitude e com temperaturas variando entre 18º a   -3º C,  no inverno é possível contemplar os campos cobertos pela geada. Um espetáculo fascinante e inesquecível.

HOSPEDAGEM

http://www.papanduva.sc.gov.br/turismo/

GASTRONOMIA

A culinária possui influencia dos tropeiros com a origem polonesa, ucraniana e italiana. O churrasco, a feijoada, virado de feijão (tutu) e o arroz carreteiro estão sempre presentes na mesa dos papanduvenses.  O chimarrão é consumido diariamente pelas pessoas em suas casas ou ambientes de trabalho,  representa a hospitalidade.

Contamos com os pratos típicos poloneses e ucranianos, como o pirogue (similar a um pastel cozido recheado com requeijão e batata), o aluski ( charutino com recheio de trigo morisco/tatarca e arroz enrolado em folhas de repolho ou couve).

Temos também o Borcht, sopa de beterraba com nata, a sopa de capuchinhack (repolho azedo). O Churrasco também é muito comum.

Mas a sopa de capeletti de origem italiana, tem a preferência de muitos.

ARTESANATO

O artesanato cultura do município é composto pelas pêssankas, ícones e bordados ucranianos.

GALERIA DE FOTOS

Portal Turístico Papanduva

Ícones

Pêssankas


Systemprime Internet